Uso de seguro-fiança cresce 61% em 10 anos nas locações residenciais de SP

A utilização do seguro-fiança nas locações residenciais cresceu 61,5% nos últimos 10 anos na cidade de São Paulo. É o que aponta levantamento da Lello. Segundo a administradora, em 2005 13% dos contratos de aluguel eram garantidos por meio de seguro-fiança. Neste ano são 21%.

No mesmo período houve queda de 20,8% nos contratos de aluguel garantidos através de fiadores, que representavam 72% há 10 anos e agora são 57% do total. Ainda assim, o fiador ainda é a forma predominante de garantia dos contratos de aluguel residencial.

A caução (depósito de três aluguéis) respondia por 11% dos contratos de locação em 2005. Neste ano, representa 16%. Demais modalidades de garantia não apresentaram oscilações significativas no período analisado.

“O fiador é a única forma de garantia gratuita na locação. Mas é uma questão muito delicada para quem recebe o pedido. Normalmente quem se apresenta como fiador é um parente próximo ou amigo do candidato a inquilino. Por isso muitas vezes o seguro-fiança acaba sendo uma opção”, diz Roseli Hernandes, diretora comercial da Lello Imóveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *