Senac Penha promove palestra sobre o Imposto de Renda 2014

Em 2013, mais de 710 mil contribuintes caíram na malha fina do Imposto de Renda. O dado, divulgado pela Receita Federal em dezembro do mesmo ano, apontou alta de 18% em comparação a 2012, quando foram retidas pouco mais de 604 mil declarações. E, para quem deseja fugir desse conflito, o Senac Penha realiza, de 3 a 22 de abril, a palestra gratuita Imposto de Renda na Fonte – 2014.

Segundo Edivaldo Gomes de Souza Júnior, docente da área de finanças e contabilidade do Senac Penha e palestrante do evento, as questões que mais implicam dúvidas sobre o assunto são: apropriação correta das deduções para a restituição, pagamento do imposto, acerto de pensão, débitos com a Receita Federal, casos de CPF suspenso, regras da apresentação de declaração conjunta, diferenças entre a declaração completa e simplificada e prevenção de riscos em caso de doações de imóveis quanto ao Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD).

Orientações sobre procedimentos, tipos de declaração, utilização das deduções legais, formas e prazos de entrega, assim como inovações apresentadas pela Receita Federal em 2014 são os principais temas tratados pelo especialista. “A novidade é a certificação digital, que não é obrigatória ainda, mas permite que o declarante vincule automaticamente os rendimentos auferidos para a elaboração da declaração”, afirma Edivaldo.

As inscrições podem ser feitas através do site www.sp.senac.br/penha ou pelo telefone: 2135-0300.

Para orientar os contribuintes, o especialista indicou as principais dicas para não entrarem na malha fina. Confira:
- Neste ano, a Receita dispõe aos contribuintes que possuem a certificação digital a possibilidade de terem a declaração previamente preenchida. Porém, o serviço servirá apenas aos que possuírem os valores relativos ao informe de rendimento.
- A dica para iniciar o preenchimento é separar as despesas e gastos relativos a 2013 que servirem como deduções, tais como, educação e saúde, tanto do titular quanto dos seus dependentes.
- As fichas que geram deduções sempre são as mais importantes. É por meio delas que o contribuinte tem a chance de monitorar qual a melhor opção para a entrega, simplificada ou completa.
- Cuidados com as fichas de Bens e Direitos devem ser baseados especificamente na origem do patrimônio, ou seja, estar atrelada aos seus pagamentos, além das dívidas e ônus.
- Importante preencher os rendimentos tal qual se apresentam nos informes de rendimento.

SERVIÇO:
Palestra Imposto de Renda na Fonte – 2014
Dias 3,10, 20 e 22 de abril, das 19h às 21h30
Senac Penha
Rua Francisco Coimbra, 403
www.sp.senac.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face