Plantão do Torcedor – Edição 280

Corinthians

Gobbi detona arbitragem e critica Libertadores
O presidente alvinegro, Mário Gobbi, criticou muito a atuação da arbitragem no jogo entre Emelec-EQU e Corinthians, que terminou empatado em 0 a 0, válido pelas oitavas de final da Libertadores. Além disso, ele voltou a menosprezar o torneio continental, dizendo que o Brasileirão tem um nível maior.

“O Corinthians não pode fazer nada. Eles mandam em tudo. Olha o custo que o Corinthians tem para jogar aqui. Um time que custa milhões para disputar o varzeano? O Brasileirão é muito maior que a Libertadores, o Paulista é muito maior que a Libertadores”, disse o mandatário muito irritado.

O presidente do Timão ainda disse que o árbitro colombiano, Jose Buitrago, inverteu várias infrações, prejudicando o Corinthians.

“Não sei que mel que a Libertadores tem. Isso aqui é um povico, uma coisa medíocre, ridícula. Foi uma arbitragem dolosa, tendenciosa, nos prejudicou abertamente. Ele operou o Corinthians aqui. Essa é a Libertadores que todos falam? Você vem aqui e não deixam treinar com bola. Eles vão em São Paulo e treinam no Pacaembu. Isso é uma várzea. Nem o varzeano de Jaú é tão ruim como isso aqui. É terra sem lei”, acrescentou.

Palmeiras

Valdivia pede reforços
Depois de passar por mais uma lesão muscular, o meia Valdivia falou que o Verdão precisa se reforçar para voltar a ganhar títulos nesta temporada. O chileno disse, em entrevista ao Grupo Estado, que o time perdeu a confiança nos últimos jogos do Paulistão e que estão corrigindo as falhas técnicas.

“O Paulista foi uma decepção para todos, com certeza, não era o que a gente esperava, mas agora não adianta ficar toda hora pensando nisso. Não tem porque continuar lamentando a eliminação nas quartas de final (para o Guarani) e agora é pensar no Paraná no jogo de volta da Copa do Brasil (dia 9 de maio)”, declarou Valdivia.

O camisa 10 falou que o time perdeu a confiança a partir da derrota para o Corinthians, quando o time vinha de um longo período de invencibilidade. Com Chico, Tinga, Gerley e Fernandão sendo dispensados e Ricardo Bueno prestes a também deixar o time, o Verdão precisa se reforçar para a sequência da Copa do Brasil e para o Campeonato Brasileiro. Até agora, apenas dois jogadores chegaram, o lateral-esquerdo Fernandinho e o meia-atacante Mazinho, ambos vindos do Oeste de Itápolis.

“O Brasileiro é difícil, é preciso ter um elenco”, afirmou Valdivia. “E pelo fato de vários jogadores terem saído, a gente ficou com falta de atletas. Para a gente brigar, tem de ter elenco e tem de acreditar. Mas se o Palmeiras conseguir botar na cabeça que para ganhar todo mundo tem de correr, que não pode depender só de um, a gente pode lutar, sim, para conquistar algo neste ano”, concluiu.

Portuguesa

Geninho não dá folga aos jogadores
Há pouco tempo no comando da Lusa, o técnico Geninho vem cobrando muito dos jogadores nos treinos, sem dar folga aos seus comandados. Após a partida contra o Bahia pela Copa do Brasil, o treinador falou sobre a cobrança da torcida e que serão aplaudidos quando merecerem.

“A torcida reconheceu o esforço dos meninos e jogou junto com a gente. É assim que tem que ser: quando merecermos aplausos, vamos tê-los, quando não formos bem e merecermos as vaias, vamos saber absorvê-las para a evolução da equipe”, destacou o treinador depois do empate em 0 a 0 no primeiro jogo das oitavas de final.

Rebaixada para a Série A2 do Campeonato Paulista, a Portuguesa busca uma reformulação no elenco e na comissão técnica para a disputa da Séria A do Brasileirão, que tem início neste mês de maio, e algumas novidades deverão aparecer nos próximos dias. Enquanto isso, o treinador vai seguir trabalhando e corrigindo as falhas de seu elenco.

Santos

Para Neymar, as pancadas durante os jogos são motivadoras
O craque santista Neymar faz o melhor início de temporada com a camisa do Peixe, com 21 gols em 21 jogos e por conta disto, o camisa 11 é o mais caçado em campo pelos adversários. Porém, para ele isto não é problema, na verdade só o motiva cada vez mais em seguir buscando o gol.

“É pior para alguém querer xingar e intimidar, porque o cara vai ficar p… e vai querer “deitar”. Se eu fosse marcador, eu nunca falaria isso para o Ganso. Se não, ele vai querer me dar caneta e chapéu, como todo jogador de grande habilidade. Não faria isso. Já me deram soco, tapa, xingaram de tudo. Mas é a pior coisa que o cara pode fazer. Para mim, é melhor. Para ele, pior”, disse Neymar em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

O jogador também brincou dizendo que é pior ainda se xingarem a mãe dele. “É só não irritar. Se xingar a minha mãe, ferrou. Você deixa xingar a sua mãe? Fica bravo, né? Então, eu também (risos)”, completou.

Neste domingo, dia 6, no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, o Santos enfrenta o Guarani e Neymar ficará frente a frente com Domingos, ex-jogador do Peixe, conhecido por chegar firme e não dar moleza para os adversários.

São Paulo

Leão acredita que Tricolor conseguirá classificação no Morumbi
Dias depois de ter sido eliminado pelo Santos no Campeonato Paulista, o Tricolor sofreu nova derrota, desta vez para a Ponte Preta, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Mesmo com a difícil situação, o técnico Emerson Leão confia no time e garante a classificação para as quartas de final do torneio nacional.

“Foi um jogo muito bom contra a Ponte Preta. Disputado. Infelizmente, não vencemos. Mas o 1 a 0 não nos tira do páreo. Dia 10 será um novo jogo, vai ser a nossa reação”, garantiu o treinador.

Para o São Paulo avançar para a próxima fase, precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

O zagueiro Rodolpho também acredita, assim como seu comandante, que o Tricolor conseguirá sua classificação no jogo desta quinta-feira, dia 10, no Morumbi.

“Faltou mais aplicação do time. Tínhamos de encarar esta partida como uma final, mas demos mole. Próximo jogo vai ter que ser ainda mais como uma final para a gente. Temos que ter essa consciência e entrar com mais disposição”, disse o zagueiro.

Acompanhe o Campeonato Paulista
Neste domingo, dia 6, ocorre o primeiro jogo da final do Paulistão, às 16h, no Morumbi. O Guarani chega com muita moral na final para enfrentar o Santos. Após fazer uma ótima primeira fase do estadual, o time campineiro conseguiu eliminar o Palmeiras nas quartas de final e seu maior rival, a Ponte Preta na semi. Com um bom elenco, o Bugre tenta surpreender o Santos, que é o favorito e faz uma ótima temporada. Isso sem falar em seu elenco, que conta com Neymar, Ganso, Arouca e companhia.

colaboração GEORGES NABHAN

colaboração GEORGES NABHAN

Corinthians
Gobbi detona arbitragem e critica Libertadores
O presidente alvinegro, Mário Gobbi, criticou muito a atuação da arbitragem no jogo entre Emelec-EQU e Corinthians, que terminou empatado em 0 a 0, válido pelas oitavas de final da Libertadores. Além disso, ele voltou a menosprezar o torneio continental, dizendo que o Brasileirão tem um nível maior.
“O Corinthians não pode fazer nada. Eles mandam em tudo. Olha o custo que o Corinthians tem para jogar aqui. Um time que custa milhões para disputar o varzeano? O Brasileirão é muito maior que a Libertadores, o Paulista é muito maior que a Libertadores”, disse o mandatário muito irritado.
O presidente do Timão ainda disse que o árbitro colombiano, Jose Buitrago, inverteu várias infrações, prejudicando o Corinthians.
“Não sei que mel que a Libertadores tem. Isso aqui é um povico, uma coisa medíocre, ridícula. Foi uma arbitragem dolosa, tendenciosa, nos prejudicou abertamente. Ele operou o Corinthians aqui. Essa é a Libertadores que todos falam? Você vem aqui e não deixam treinar com bola. Eles vão em São Paulo e treinam no Pacaembu. Isso é uma várzea. Nem o varzeano de Jaú é tão ruim como isso aqui. É terra sem lei”, acrescentou.

Palmeiras
Valdivia pede reforços
Depois de passar por mais uma lesão muscular, o meia Valdivia falou que o Verdão precisa se reforçar para voltar a ganhar títulos nesta temporada. O chileno disse, em entrevista ao Grupo Estado, que o time perdeu a confiança nos últimos jogos do Paulistão e que estão corrigindo as falhas técnicas.
“O Paulista foi uma decepção para todos, com certeza, não era o que a gente esperava, mas agora não adianta ficar toda hora pensando nisso. Não tem porque continuar lamentando a eliminação nas quartas de final (para o Guarani) e agora é pensar no Paraná no jogo de volta da Copa do Brasil (dia 9 de maio)”, declarou Valdivia.
O camisa 10 falou que o time perdeu a confiança a partir da derrota para o Corinthians, quando o time vinha de um longo período de invencibilidade. Com Chico, Tinga, Gerley e Fernandão sendo dispensados e Ricardo Bueno prestes a também deixar o time, o Verdão precisa se reforçar para a sequência da Copa do Brasil e para o Campeonato Brasileiro. Até agora, apenas dois jogadores chegaram, o lateral-esquerdo Fernandinho e o meia-atacante Mazinho, ambos vindos do Oeste de Itápolis.
“O Brasileiro é difícil, é preciso ter um elenco”, afirmou Valdivia. “E pelo fato de vários jogadores terem saído, a gente ficou com falta de atletas. Para a gente brigar, tem de ter elenco e tem de acreditar. Mas se o Palmeiras conseguir botar na cabeça que para ganhar todo mundo tem de correr, que não pode depender só de um, a gente pode lutar, sim, para conquistar algo neste ano”, concluiu.

Portuguesa
Geninho não dá folga aos jogadores
Há pouco tempo no comando da Lusa, o técnico Geninho vem cobrando muito dos jogadores nos treinos, sem dar folga aos seus comandados. Após a partida contra o Bahia pela Copa do Brasil, o treinador falou sobre a cobrança da torcida e que serão aplaudidos quando merecerem.
“A torcida reconheceu o esforço dos meninos e jogou junto com a gente. É assim que tem que ser: quando merecermos aplausos, vamos tê-los, quando não formos bem e merecermos as vaias, vamos saber absorvê-las para a evolução da equipe”, destacou o treinador depois do empate em 0 a 0 no primeiro jogo das oitavas de final.
Rebaixada para a Série A2 do Campeonato Paulista, a Portuguesa busca uma reformulação no elenco e na comissão técnica para a disputa da Séria A do Brasileirão, que tem início neste mês de maio, e algumas novidades deverão aparecer nos próximos dias. Enquanto isso, o treinador vai seguir trabalhando e corrigindo as falhas de seu elenco.

Santos
Para Neymar, as pancadas durante os jogos são motivadoras
O craque santista Neymar faz o melhor início de temporada com a camisa do Peixe, com 21 gols em 21 jogos e por conta disto, o camisa 11 é o mais caçado em campo pelos adversários. Porém, para ele isto não é problema, na verdade só o motiva cada vez mais em seguir buscando o gol.
“É pior para alguém querer xingar e intimidar, porque o cara vai ficar p… e vai querer “deitar”. Se eu fosse marcador, eu nunca falaria isso para o Ganso. Se não, ele vai querer me dar caneta e chapéu, como todo jogador de grande habilidade. Não faria isso. Já me deram soco, tapa, xingaram de tudo. Mas é a pior coisa que o cara pode fazer. Para mim, é melhor. Para ele, pior”, disse Neymar em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.
O jogador também brincou dizendo que é pior ainda se xingarem a mãe dele. “É só não irritar. Se xingar a minha mãe, ferrou. Você deixa xingar a sua mãe? Fica bravo, né? Então, eu também (risos)”, completou.
Neste domingo, dia 6, no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, o Santos enfrenta o Guarani e Neymar ficará frente a frente com Domingos, ex-jogador do Peixe, conhecido por chegar firme e não dar moleza para os adversários.

São Paulo
Leão acredita que Tricolor conseguirá classificação no Morumbi
Dias depois de ter sido eliminado pelo Santos no Campeonato Paulista, o Tricolor sofreu nova derrota, desta vez para a Ponte Preta, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Mesmo com a difícil situação, o técnico Emerson Leão confia no time e garante a classificação para as quartas de final do torneio nacional.
“Foi um jogo muito bom contra a Ponte Preta. Disputado. Infelizmente, não vencemos. Mas o 1 a 0 não nos tira do páreo. Dia 10 será um novo jogo, vai ser a nossa reação”, garantiu o treinador.
Para o São Paulo avançar para a próxima fase, precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.
O zagueiro Rodolpho também acredita, assim como seu comandante, que o Tricolor conseguirá sua classificação no jogo desta quinta-feira, dia 10, no Morumbi.
“Faltou mais aplicação do time. Tínhamos de encarar esta partida como uma final, mas demos mole. Próximo jogo vai ter que ser ainda mais como uma final para a gente. Temos que ter essa consciência e entrar com mais disposição”, disse o zagueiro.

Acompanhe o Campeonato Paulista
Neste domingo, dia 6, ocorre o primeiro jogo da final do Paulistão, às 16h, no Morumbi. O Guarani chega com muita moral na final para enfrentar o Santos. Após fazer uma ótima primeira fase do estadual, o time campineiro conseguiu eliminar o Palmeiras nas quartas de final e seu maior rival, a Ponte Preta na semi. Com um bom elenco, o Bugre tenta surpreender o Santos, que é o favorito e faz uma ótima temporada. Isso sem falar em seu elenco, que conta com Neymar, Ganso, Arouca e companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *