Paraty, monumento nacional

HUMBERTO ALIPERTI *

A data de fundação de Paraty diverge de historiador para historiador. Uns falam que entre 1540 e 1560 já havia um núcleo devotado a São Roque no Morro da Vila Velha (hoje Morro do Forte); outros dizem que ocorreu em 1597, quando Martim Correa de Sá empreendeu uma expedição contra os índios guaianás do Vale do Paraíba; ainda há aqueles que afirmam que em 1600 havia um povoamento de paulistas da Capitania de São Vicente; e alguns mais, 1606, quando os primeiros sesmeiros chegaram à Capitania de Itanhaém. Acredita-se que a origem do povoamento foi pelo sistema de Capitanias Hereditárias a base da exploração dos bens naturais às terras brasileiras. Com a abertura da BR 101 (Rio-Santos) no início dos anos 1980, Paraty recebe um novo impulso. Como nas fases anteriores de “ocupação”, no ouro ou no café, um novo ciclo veio dominar e explorar a cidade: o turismo, potencializado no seu conjunto paisagístico / arquitetônico, nas áreas florestadas, nas 65 ilhas e nas mais de 300 praias da região. Paraty foi considerada Patrimônio Estadual em 1945, tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1958 e finalmente convertida em Monumento Nacional em 1966.

Lazer e atrativos:
- Centro Histórico
- Teatro de Bonecos
- Casa de Cultura
- Turismo de Aventura
- Passeio de Escuna
- Ecoturismo
- Mergulho

Fonte:
Assessoria de Comunicação da Secretaria de Turismo e Cultura de Paraty

Como chegar:
· De São Paulo a Paraty – 268 Km (BR 116 Rodovia Presidente Dutra e SP 171 Rodovia Paulo Virginio e RJ 165 Rodovia Paraty-Cunha).
· De Santos a Paraty – 338 Km (BR 101 – Rodovia Rio-Santos).
· De Campinas a Paraty – 327 Km (SP 065 – Rodovia Dom Pedro I – BR 116 Presidente Dutra, SP 171 Rodovia Paulo Virginio de Guaratinguetá a Paraty e RJ 165 Rodovia Paraty-Cunha).

* Humberto Aliperti é colunista e mantenedor do site Moto Tour Viagem; presidente do Moto Clube Esquadrão Selvagem; Conselho Diretor da Associação Comercial Distrital Mooca e Membro da Associação Paulista de Imprensa.

O projeto Moto Tour Viagem tem como objetivo atingir o maior número de leitores que gostam de viajar, conhecer novos lugares, passear e apreciar a boa gastronomia. Visite www.mototourviagem.com

Apoio:
Pousada Caborê
www.pousadacabore.com.br
(passeios, mergulho, arvorismo, rappel, bike e caiaque)

TV Geração Z
www.tvgeracaoz.com.br

API (Associação Paulista de Imprensa)
www.api.org.br

Prefeitura de Paraty
www.pmparaty.rj.gov.br

Paraty Turismo e Ecologia
www.paraty.com.br

Centro Histórico de Paraty
Tel.: (24) 3371-3163 – Leila (24) 99903-4987 e Caju (24) 99819-5111

Receita

Riso polvo maracujá

Arroz de polvo flambado perfumado com maracujá
(Receita cedida pelo restaurante Casa do Fogo)

Rendimento: 1 porção

Ingredientes:
· 200g de tentáculos de polvo cozido
· 60g de abobrinha em cubos
· 70g de tomate em cubos
· 40g de flores de brócolis ninja
· 60g de cebola roxa
· 70ml de polpa fresca de maracujá levemente adoçado com mel
· 40ml de cachaça artesanal para flambar
· Sal, pimenta-do-reino, curry, açafrão a gosto
· 1 colher de sopa de azeite extravirgem
· 120g de arroz branco (ou negro) cozido al dente
· Manjericão

Modo de preparo:
Em uma caçarola esquentar o azeite, acrescentar o polvo, a abobrinha, a cebola e os brócolis, em seguida flambar com a cachaça. Temperar com sal, curry, açafrão e pimenta-do-reino. Acrescentar o tomate, em seguida o arroz, o maracujá e o manjericão.

SERVIÇO:
Casa do Fogo
www.casadofogo.com.br
Rua Comendador José Luiz, 390
(antiga Rua da Ferraria)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face