Medidas simples reduzem contas de luz e tornam condomínios mais sustentáveis

Despesas com energia elétrica e água são responsáveis por cerca de 25% do valor da taxa condominial. Medidas simples podem reduzir estes custos de forma considerável e ainda contribuir para um meio ambiente melhor. José Roberto lampolsky, diretor da administradora Paris Condomínios, explica quais recursos podem ser utilizados neste processo.

Reduza o consumo de água

De acordo com o especialista, a redução do consumo de água influi nos gastos com a luz. “Como é necessária uma bomba para fazer subir a água para os apartamentos, menos consumo de água nas unidades se traduz em menor trabalho para a bomba, e consequentemente menos gasto de energia”, ensina. Ele recomenda ainda checar possíveis vazamentos, principalmente nas descargas dos vasos sanitários.

Use cores claras nas paredes

Pintar as áreas comuns e os apartamentos com cores bem claras também reduz o consumo de energia. “Um ambiente claro tem menos necessidade de iluminação artificial durante o dia”, exemplifica.

Opte por lâmpadas fluorescentes ou LED

Atualmente, as lâmpadas fluorescentes são as mais utilizadas por apresentarem consumo inferior às lâmpadas incandescentes. A melhor opção ainda são as lâmpadas do tipo LED (diodo emissor de luz), que gastam menos energia que as fluorescentes, mas seu custo relativamente alto dificulta sua utilização em grandes áreas”, explica.

O especialista recomenda que nas garagens a iluminação seja feita da seguinte forma: “Procure iluminar as áreas de circulação de veículos e não os boxes. Se possível, alterne uma luminária acesa e uma apagada”, explica.

Instale sensores de presença ou minuterias

Segundo lampolsky, a instalação de sensores de presença e minuterias são essenciais para a redução do consumo de energia. Ele explica a diferença entre os dois sistemas:

Os sensores de presença acionam a iluminação conforme detectam a movimentação de alguém. Existem três tipos: infravermelho (sensível ao calor humano), ultrassom (emite ondas que são rebatidas de volta ao receptor do sensor, que aciona a iluminação) e dual (combinação do infravermelho e do ultrassom).

Já as minuterias mantêm a iluminação durante um período determinado. Existem dois tipos: sistema coletivo, que permite ligar as lâmpadas de alguns andares ou todos ao mesmo tempo, e o sistema individual, que liga individualmente as lâmpadas de cada andar.

Troque os elevadores

Ele ainda recomenda que elevadores muito defasados gastam mais energia, exigem manutenção constante e devem ser trocados por aparelhos modernos. Uma alternativa à troca é a modernização do equipamento com a instalação do “Comando por Inversor de Frequência”. Dessa maneira, somente a corrente elétrica necessária será mandada para o motor do elevador, gerando uma economia de cerca de 40%.

SERVIÇO:
Paris Condomínios – www.admparis.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *