Leitura rápida e… boas notícias

NOTÍCIAS

Vendas no setor de serviços caem 3,5% em agosto ante agosto de 2014, revela IBGE

O volume de serviços prestados recuou 3,5% em agosto de 2015 ante igual mês de 2014, já descontados os efeitos da inflação, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se do pior resultado para o mês desde o início da série, em janeiro de 2012. Em julho ante julho de 2014, a redução havia sido mais intensa, de 4,2%.

Agência de risco Fitch rebaixa Brasil, mas País mantém selo de bom pagador

A agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou a nota do Brasil de “BBB” para “BBB-”, mas ainda dentro do grau de investimento. A perspectiva foi mantida em negativa, o que significa que o País pode voltar a ser rebaixado em um futuro próximo. A nota “BBB-” é a última dentro do chamado grau de investimento, espécie de selo de país bom pagador de sua dívida.

BOAS NOTÍCIAS

Brasil tem 17 universidades no ranking das melhores do mundo

A Universidade de São Paulo (USP) foi a mais bem colocada do Brasil e da América Latina, ocupando a faixa dos 251º- 300º lugares, de acordo com a publicação britânica Times Higher Education, que lista no ranking as 800 melhores universidades do mundo. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) é a segunda da lista. As tradicionais Universidades de Harvard e Princeton ficaram em 6º e 7º lugar, respectivamente.

Justiça libera substância sem registro para tratar câncer

O Tribunal de Justiça liberou a entrega de substância desenvolvida na Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nem teste em humanos, por seus supostos efeitos contra o câncer. Há cerca de mil ações de pacientes que pedem a droga. A decisão foi baseada em liminar do Supremo.

‘Prédio verde’ terá desconto no IPTU

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, encaminhou para a Câmara um projeto de lei que prevê descontos de 4% a 12% no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de imóveis com certificação de sustentabilidade, os chamados “prédios verdes”. O benefício terá validade de oito anos e servirá só para construções que obtiverem o selo após a lei entrar em vigor – ou seja, não será uma medida retroativa. Se aprovada, a lei ainda terá de ser regulamentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face