Lançamento do EcoSport agita a Bahia

O relógio marcava aproximadamente 19 horas quando o cantor Carlinhos Brown subiu ao palco montado no Farol da Barra, em Salvador, BA, com o grupo Timbalada. O show, organizado pela Ford, tinha como objetivo lançar o Novo EcoSport.

Curiosamente, ou não, foi escolhido o dia 22 de abril (data comemorativa do descobrimento do Brasil). A descoberta da nova geração do utilitário esportivo está rodeada de mistérios e curiosidades.

As ações aconteceram aos poucos. Em janeiro, a montadora apresentou um protótipo, porém sem dados adicionais. Dessa vez, apesar da apresentação também ser estática, trata-se do veículo de verdade, no qual tivemos acesso ao interior e informações mais concretas. Porém, perguntas ainda estão sem respostas.

A versão apresentada é a top de linha e foi batizada de Titanium, com rodas de 16 polegadas e grade dianteira cromada. O motor é um 2.0 flex fuel de 143 cavalos e câmbio manual de cinco velocidades. É certo que teremos versões com câmbio automático, acabamento em couro e tração nas quatro rodas.

Internamente, ele se destaca pela tecnologia: tela de LCD de 3,5 polegadas, rádio multimídia com entrada para Ipod e USB, conexão Bluetooth, partida start-stop (sem chave), ar-condicionado digital, sistema SYNC com comando de voz, sensores de chuva e acendimento automático dos faróis. O banco do motorista fica em posição elevada, dando excelente visibilidade externa.

No quesito segurança, o veículo sairá de fábrica com airbags frontais duplos, freios ABS, controle de estabilidade e assistência de partida em rampas. Como itens opcionais estão airbags laterais de cortina e sensores de estacionamento. A direção é elétrica.

O novo EcoSport é mais alto, mais largo e possui entre-eixos maior que a versão anterior. Porém, ele tem o mesmo comprimento que seu antecessor. O que chama mais atenção no design do modelo é a grade dianteira trapezoidal, que faz parte do DNA global da marca. A linha de cintura musculosa desenha uma curva ascendente que avança em direção à traseira.

O projeto do carro foi liderado pelo Centro de Desenvolvimento do Produto em Camaçari, BA, que integra um dos oito centros globais de criação da Ford. E o modelo foi desenvolvido sob uma plataforma que servirá de base para futuros veículos compactos.

Além do Brasil, o modelo será produzido na Índia e na China, sendo vendido para cerca de cem países. Ao que tudo indica, ele estará disponível em junho. E a geração anterior não deixará de ser fabricada, pelo menos por enquanto.

Serviço: Ford Brasil – www.ford.com.br

Por Leandro Portes

Fotos: Leandro Portes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *