Futebol – Edição 395

Precisando da vitória, Mano treina time com três atacantes

Neste sábado, dia 1º de novembro, o Timão enfrenta o Coritiba, na Arena Corinthians, e precisa dos três pontos para voltar à zona de classificação da Libertadores. Hoje, o clube alvinegro ocupa a quinta colocação com 53 pontos.

De olho no jogo, o técnico Mano Menezes treina a equipe para passar pela defesa adversária. Com isso, o treinador promoveu nos treinos possíveis mudanças para o jogo, como a entrada do jovem atacante Malcom no lugar do meio-campista Petros, deixando o time mais ofensivo. Assim, o camisa 21 deve atuar ao lado de Luciano e Renato Augusto, mantidos por Mano no ataque do Timão.

Outra troca feita pelo treinador foi a entrada de Uendel no lugar de Fábio Santos, já que o camisa 6 cumpre suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo que recebeu contra o Palmeiras. Assim, contra o clube paranaense o Corinthians deve ir a campo com: Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Uendel; Bruno Henrique, Elias e Jadson; Renato Augusto, Luciano e Malcom.

Ansiedade para estrear em novo estádio toma conta do Verdão

Após realizarem o primeiro treino no Allianz Parque, os jogadores do Verdão foram só elogios ao novo estádio. Para o goleiro Fernando Prass, a nova casa alviverde é muito melhor, inclusive, que muitos estádios utilizados na Copa do Mundo.

“Acomodações perfeitas, gramado excelente, parte interna muito boa. Está espetacular, um padrão altíssimo, acima até do que alguns dos estádios da Copa do Mundo. A ansiedade de jogar aqui é enorme, também para a torcida, porque são quatro anos longe de casa. O retorno ao estádio próprio será muito positivo para o clube”, avaliou Prass.

Agora, a ansiedade do arqueiro palmeirense fica por conta do primeiro jogo oficial no estádio. Para o camisa 25, o quanto antes, melhor. “Tem que estrear o quanto antes! Se pudesse ter jogado mês passado, retrasado, a gente já estaria jogando. Tem as questões burocráticas, os laudos e vistorias, e tem que fazer mesmo, porque segurança vem em primeiro lugar. A gente tem que cumprir os prazos e torcer para a estreia ser logo. Se não der contra o Atlético, que seja contra o Sport”, disse.

Mesmo com derrota no primeiro jogo, Peixe acredita na classificação à final

No primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, o Peixe acabou derrotado pelo Cruzeiro por 1 a 0. Motivo para lamentar? Não de acordo com as circunstâncias do jogo. “No segundo tempo jogamos como o Santos deve jogar. O primeiro tempo foi muito abaixo. Por um detalhe deixamos de fazer o gol. O 1 a 0 contra o Cruzeiro, que é um grande clube, fora de casa, não é um mau resultado”, disse Robinho. O camisa 7 ainda falou que o alvinegro praiano tem totais condições de reverter o resultado jogando na Vila Belmiro, mesmo contra um grande time como o Cruzeiro. “O nosso sentimento é de jogar bem na Vila, buscar a virada. O Cruzeiro tem um grande time, mas o resultado não é impossível de reverter diante do nosso torcedor. Vamos pressionar, jogar como jogamos o segundo tempo: para cima, com a bola no chão”, afirmou.

O técnico Enderson Moreira concorda com Robinho e acredita que há boas chances de classificação santista. “Jogar na Vila, com o apoio do nosso torcedor, eu sei que não é fácil porque já joguei contra. A expectativa é de um grande jogo. Precisamos de 1 a 0. Fez o 1 a 0? Aí vamos buscar o segundo. A chance é muito boa de buscar essa classificação”, avaliou o comandante.

O jogo decisório acontece nesta quarta-feira, dia 5, na Vila Belmiro, às 22h. Para o Peixe conseguir a classificação no tempo normal, terá de vencer o duelo por dois gols de diferença. Caso vença por 1 a 0, a partida será decidida nas penalidades.

Na briga pelo título, Muricy se surpreende com campanha do Tricolor

Depois da vitória diante do Goiás por 3 a 0, o time diminuiu a diferença para o líder Cruzeiro e sonha com a conquista do sétimo título nacional. Mesmo assim, o técnico Muricy Ramalho não se deixa enganar e acha a campanha do clube na temporada muito surpreendente em relação ao último ano, quando o time brigou para não cair.

“Quando cheguei, não sabia que (o clima) era daquele jeito, tão ruim. Além de salvar o time, eu não poderia pensar no outro ano. Iríamos fazer uma reformulação duríssima. Foram contratados muitos jogadores e depois ficou difícil colocá-los no mercado porque recebiam bem. Fizemos uma reformulação com o Brasileiro andando. Estamos atingindo um ponto antes do que eu esperava”, disse o treinador.

Além disso, Muricy falou que a última temporada tem que servir de exemplo e nunca mais ser repetida pelo clube do Morumbi. “Não podemos esquecer. Se esquecermos, uma hora vamos fazer de novo. Tem de ficar como exemplo. Isso aqui não é brincadeira, é muito grande. Não dá para brincar de futebol. Temos uma das maiores torcidas do País. Erramos demais e passamos perto de cair”, lembrou.

Para seguir na caça ao Cruzeiro, o Tricolor tem que passar por mais um desafio neste domingo, dia 2, quando vai até Santa Catarina para enfrentar o Criciúma no Heriberto Hülse.

Acompanhe o Campeonato Brasileiro

Neste fim de semana acontece a 32ª rodada do Brasileirão, começando no sábado, dia 1º de novembro, com dois jogos às 18h30: o Grêmio pega o Vitória na Arena Grêmio e o Goiás busca a vitória diante do Fluminense no Serra Dourada. Um pouco mais tarde, às 21h, o Corinthians recebe o Coritiba na Arena Corinthians.

No domingo, dia 2, os embates continuam com mais quatro confrontos às 17h: o Sport tem pela frente o Figueirense na Ilha do Retiro, o Santos enfrenta o Internacional na Vila Belmiro, o Cruzeiro encara o Botafogo no Mineirão e o Criciúma mede forças com o São Paulo no Heriberto Hülse. Já às 19h30, começam outros dois duelos: o Flamengo joga contra a Chapecoense no Maracanã e o Atlético-PR busca a vitória contra o Atlético-MG na Arena da Baixada. Para fechar a rodada, às 20h, o Bahia busca os três pontos diante do Palmeiras na Fonte Nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *