Futebol – Edição 384

A pedido de Mano, Elias assume protagonismo dentro de campo

Ocupando a terceira posição no Brasileirão, o Timão conseguiu uma importante vitória no clássico contra o Santos no último jogo e pode encostar ainda mais no líder Cruzeiro, caso vença o Bahia neste sábado, dia 16, na Arena Corinthians.

Muito do crescimento e da boa campanha do time se deve ao bom desempenho do volante Elias, que vinha sendo cobrado pelo técnico Mano Menezes. “Sou uma referência, tenho noção disso. Como sou uma referência dentro do elenco, tenho que protagonizar. Vou trabalhar duro para que, lá no final do ano, a gente seja protagonista do campeonato”, disse o camisa 7.

Já em sua segunda passagem pelo clube, o jogador de 29 anos é um dos mais identificados com a torcida alvinegra, tendo conquistado o Campeonato Brasileiro Série B (2008), o Paulistão (2009) e a Copa do Brasil (2009). “A maioria dos torcedores que acompanha o time se identifica comigo. Eles falam que eu os represento dentro de campo. Fico feliz com os comentários, isso motiva ainda mais para que no próximo jogo, nos próximos clássicos, eu dê muito mais do que dei no último”, finalizou o atleta.

Gareca promove mudanças para o derby

Em situação delicada no Brasileirão, ocupando a 14ª colocação e ficando apenas um ponto acima da zona de rebaixamento, o Verdão ainda tem pela frente um clássico neste domingo, dia 17, contra o São Paulo.

Para tentar a vitória e se distanciar desta zona incômoda, o clube quer contar com todos os seus jogadores, até mesmo com o recém-chegado Jonatan Cristaldo. Para que isso ocorra, a diretoria busca regularizar o argentino na CBF até esta sexta-feira, dia 15, quando expira o prazo. Além disso, o Ricardo Gareca deve promover mudanças na equipe titular para o clássico. Durante o treino o técnico sacou do time o volante Wesley, o meia Felipe Menezes e o atacante Leandro, titulares na derrota diante do Atlético-MG, para as entradas de Marcelo Oliveira, Valdivia e Mouche, respectivamente.

Sendo assim, uma possível escalação do time alviverde no Choque-Rei seria: Fábio; Wendel, Lúcio, Tobio e Victor Luis; Renato, Marcelo Oliveira, Allione e Valdivia; Mouche e Henrique.

Peixe pode perder até 10 mandos de campo

Após a derrota no clássico contra o Corinthians por 1 a 0, na Vila Belmiro, o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) denunciou o Peixe devido a um copo de água atirado em direção ao goleiro Cássio. De acordo com a entidade, o clube infringiu o artigo 213, III, §1º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: “Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo”. Com isso, o Peixe pode perder até 10 mandos de campo, o que faria o time atuar longe da Vila Belmiro, além de também poder ser multado em R$ 100 mil.

Depois da eliminação, Ganso cobra vitória no clássico

Após a eliminação vexatória do Tricolor para o Bragantino na Copa do Brasil, os jogadores não esconderam a decepção de estarem fora do torneio precocemente. “É vergonha, sim. Perder de três do Bragantino é mais do que vergonha”, disse o atacante Oswaldo.

O volante Souza foi outro a criticar o desempenho do São Paulo na eliminação. “Foi o pior jogo nosso, é para esquecer. Vamos ligar na Sul-Americana agora. Mas é uma decepção muito grande. Foi meu pior jogo, o pior jogo do time”, resumiu.

Além disso, neste domingo, dia 17, o São Paulo faz o clássico contra o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro, às 16h, no Pacaembu. Mesmo achando que a partida contra o Bragantino não influencia no derby, o meia Paulo Henrique Ganso falou que o time precisa ganhar para se reabilitar na competição. “Não tem efeito nenhum. O Brasileiro é outra competição, mas no clássico temos de entrar bem mais ligados. Precisamos vencer para nos aproximarmos dos líderes”, afirmou o camisa 10.

Ganso ainda espera que o time se acerte defensivamente para que não sofra mais gols de bola parada, uma vez que 5 das últimas 7 bolas que balançaram as redes do Tricolor saíram neste tipo de jogada. “Estamos vacilando nas bolas altas. Precisamos treinar mais para não sofrer esses gols”, analisou.

E dá-lhe Papa! San Lorenzo conquista a Libertadores da América

BRUNO LEITÃO

Uma coisa era certa nesta edição da Copa Libertadores da América: o campeão seria inédito. O Nacional, do Paraguai, e o San Lorenzo, da Argentina, que conta com o Papa como o torcedor mais ilustre da equipe, decidiam pela primeira vez o título da competição mais importante do continente. Na partida de ida, nos domínios do time paraguaio, os argentinos conseguiram um empate por 1 a 1 e levaram a decisão para o estádio El Nuevo Gasómetro.

E foi com um gol de pênalti de Néstor Ortigoza, que a esquadra do Papa Francisco conquistou a América pela primeira vez. Na Argentina, como acontecia com Corinthians e Atlético-MG antes de conquistarem a competição, nos anos de 2012 e 2013 respectivamente, o San Lorenzo também era alvo constante de gozações, fato que não deve acontecer mais. Destaque brasileiro na final, o trio de arbitragem foi formado pelo árbitro Sandro Meira Ricci e os assistentes Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Gavassi.

Cumprindo com compromisso na Coreia do Sul enquanto o jogo acontecia, mas atento a todos os lances do jogo por intermédio de seus assessores, o Papa Francisco já avisou que vai recepcionar os campeões no Vaticano com uma grande festa.

Noite de ‘zebras’ na Copa do Brasil

Não foi só o São Paulo, dentre os grandes clubes da competição, que foi despachado. Fluminense e Internacional, também de forma inesperada, foram eliminados na noite da última quarta-feira. Os colorados do sul já haviam sofrido o revés em casa para o Ceará, por 2 a 1, e voltaram a ser derrotados, desta vez, na Arena Castelão, pelo placar de 3 a 1.

Mais surpreendente ainda foi a eliminação do Fluminense. Na partida de ida, em Natal, o tricolor carioca conseguiu vencer o América – RN por 3 a 0 e teoricamente só precisava administrar o jogo no Maracanã. Porém, mesmo com os principais jogadores da equipe em campo, o Fluminense conseguiu a façanha de levar 5 gols do adversário, fazendo apenas 2 a seu favor. Com o placar agregado empatado em 5 a 5, mas com mais gols anotados fora de casa, a equipe do América de Natal eliminou o clube carioca e seguiu na competição. Que fase!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face