Futebol – Edição 383

Ralf admite queda de desempenho da equipe nos últimos jogos

Neste domingo, dia 10, o Timão vai até a Baixada Santista para jogar o clássico contra o Peixe na Vila Belmiro e tentar apagar as duas últimas partidas onde teve um rendimento muito abaixo do esperado. Primeiro no empate contra o Coritiba, pelo Brasileirão, e depois na derrota para o Bahia por 1 a 0, pela Copa do Brasil.

Após o revés contra o time da boa terra, o volante Ralf admitiu que o alvinegro fez uma partida ruim, mas acha que não influencia no derby do fim de semana. “A gente tinha feito 90 minutos de excelente qualidade em São Paulo. Hoje, a gente foi muito abaixo, principalmente no primeiro tempo. Melhoramos no segundo. O jogo contra o Santos é independente. O que a gente tinha que fazer aqui era um bom jogo e conseguir a classificação. Conseguimos”, comentou o capitão do time.

Na última rodada, o Corinthians caiu da segunda para a quarta colocação no campeonato e diante do alvinegro praiano busca subir na tabela para voltar a se aproximar do líder Cruzeiro.

Valdivia culpa dono de clube árabe por fracasso na transação

Depois de todo o imbróglio envolvendo o meio-campista Valdivia, o jogador voltou ao Verdão e convocou uma entrevista coletiva para esclarecer o fracasso da negociação com o Al Fujairah, dos Emirados Árabes. De acordo com o chileno, o sheik proprietário do clube voltou atrás no acordo, e desistiu de investir o dinheiro na compra do jogador.

“O pai do sheik teria tirado o apoio do filho, porque disse que era muita grana, e isso poderia ser usado para construir hospitais e escolas. Para o Palmeiras, foi passado que eu não teria acertado os valores, o que eu desminto, já mostrei as provas. Fiquei muito surpreso”, disse o meia.

O diretor-executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, também falou da situação do atleta, que foi reintegrado ao elenco. O dirigente afirmou que vai processar o Al Fujairah.

“Nós também ficamos surpresos com a não confirmação da negociação. Estava tudo acertado. Neste momento, ele está reintegrado ao elenco. Faremos uma ação jurídica por termos sido prejudicados, para que os direitos do clube e do jogador sejam preservados”, disse o mandatário. Além disso, Valdivia ainda aproveitou para esclarecer um suposto sumiço bastante comentado durante a semana.

“Eu não estava sumido. Eu estava na Disney! E já não era mais jogador do Palmeiras. Eu fui vendido. Eu era jogador do Al Fujairah. Se estivesse sumido, falaria para minha mulher não postar foto nossa na Disney”, completou o jogador.

O bom filho à casa torna

O Peixe oficializou a volta de Robinho ao clube, essa que será a terceira passagem do atacante na equipe. O jogador foi apresentado e ficará no time alvinegro por empréstimo pelo período de um ano.

“Espero continuar por muito tempo. Quero ficar o máximo de tempo possível, mas depende também do Milan, tenho contrato e preciso respeitar. Pretendo ficar o máximo de tempo, Europa não é o que eu penso, fiquei bastante tempo lá”, disse Robinho.

Além disso, o “Rei das Pedaladas” já avisou que pretende estrear no clássico deste domingo, dia 10, contra o Corinthians. “Depende do Oswaldo, mas estou pronto para jogar. Tenho que treinar. Se o Oswaldo precisar de mim, tranquilo”, resumiu o atacante.

Para que isso aconteça, a diretoria do clube terá que trabalhar rapidamente para conseguir regularizar a documentação do jogador. “O Milan já encaminhou a documentação, demos a entrada na CBF e esperamos que o nome dele conste no BID nesta sexta-feira”, disse o presidente Odílio Rodrigues.

Tolói rebate críticas da defesa e espera melhora

Depois de retornar de empréstimo da Roma, o zagueiro Rafael Tolói voltou a ser titular com a camisa do Tricolor. Nesta semana, o defensor em entrevista coletiva falou sobre as falhas que o setor vem realizando nos últimos jogos, que acabam custando caro ao time, como no caso do empate contra o Criciúma, onde um erro defensivo resultou no gol adversário. “Infelizmente, aconteceu, sofremos isso no último jogo e se criticou bastante a defesa. Mas acho que se tivéssemos feito os gols que perdemos, teríamos vencido de 3 ou 4 a 1 e ninguém estaria falando nada. Temos de acertar, temos de conversar, nosso objetivo é acabar com os erros”, disse o jogador.

Além disso, o jogador lembrou boas atuações da defesa são-paulina e espera no domingo, dia 10, contra o Vitória, que o time faça um bom jogo e a defesa deixe o campo sem cometer mais erros. “Falta de treinamento não é. A equipe está ajudando, mas os erros estão acontecendo. Já tivemos anos aqui em que a defesa era o ponto mais forte. O Muricy está trabalhando para corrigir isso. Acredito que, no domingo, vamos fazer um bom jogo contra o Vitória. Temos de repetir o que fizemos contra o Criciúma e não errar como erramos”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face