Futebol – Edição 346

Com vitória, Tite ganha confiança

Após passar por um momento muito ruim no Brasileirão, ficando sete jogos sem vencer, o Timão se reencontrou com a vitória diante do Bahia por 2 a 0. Além do bom resultado, o time do Parque São Jorge voltou a apresentar o bom futebol que o levou à conquista de títulos recentemente. Com estes dois fatores apresentados, Tite também ganhou confiança da diretoria para seguir no cargo, que fez com que o atacante Emerson elogiasse a atitude da diretoria em manter o treinador.

A melhor escolha de uma diretoria competente é a continuidade do trabalho. A permanência do Tite não dependia de uma excelência dentro de campo, até porque isso já estava decidido entre ele e a diretoria. Nós, jogadores, entendemos que não há opção de treinador acima dele, com todo o respeito aos outros profissionais”, afirmou Sheik.

O camisa 11 também lembrou que o treinador já está há três anos no comando da equipe alvinegra e conhece tudo do time. “Ele é um cara que conhece a instituição, conhece cada jogador e é vitorioso. Estamos satisfeitos, mas com os pés no chão porque precisamos repetir atuações como a de hoje”, avisou Emerson depois do jogo.

Mais um jogador expulso preocupa Kleina

Líder isolado da Série B, o Verdão está cada vez mais perto do retorno à elite do futebol brasileiro, porém um aspecto preocupa o técnico Gilson Kleina dentro de campo: a falta de tranquilidade dos jogadores, o que vem causando muitas expulsões. O último que foi excluído do jogo foi o atacante Leandro na vitória alviverde sobre o Oeste por 2 a 0. O treinador disse que conversa sempre com os atletas para terem mais calma em campo, o que não vem acontecendo.

Conversamos semanalmente e sempre antes dos jogos que alguns jogadores são referências. Tentamos falar para não caírem em provocação. No caso do Leandro, antes de ele chutar a bola, o árbitro não havia apitado. Ele tinha esperado o Leandro tocar na bola para apitar, e o goleiro agiu com violência. Não precisava daquele gesto”, disse Kleina sobre a expulsão do camisa 38.

Já o volante Wesley, que também foi punido em outra ocasião, disse que o time precisa estar mais tranquilo e não cair em qualquer provocação que o adversário fizer. “No futebol, você precisa de muita paciência. Fiquei o jogo todo contra o Oeste em campo e presenciei muita coisa. Mas basta ter tranquilidade. Levar em consideração e querer revidar toda vez que for provocado é fogo”, disse.

Após boa sequência, Lusa para no líder

Vinda de uma ótima vitória contra o rival Corinthians, em que aplicou uma goleada de 4 a 0, a Lusa não conseguiu manter o mesmo ritmo e, contra o líder Cruzeiro, recebeu a mesma quantidade de gols aplicada no alvinegro e, de quebra, brecou a boa sequência que o clube do Canindé vinha mantendo com três vitórias seguidas. Com a derrota, o time rubro-verde caiu duas posições na tabela, ocupando a 14ª colocação e voltando a ficar perto da zona de rebaixamento, o que preocupa todo o elenco.

O primeiro tempo definiu o jogo. Erramos, eles fizeram quatro gols e aí o negócio foi se fechar para não ficar pior. Está todo mundo chateado. Nossa situação não permite relaxamento. Temos de corrigir os erros e pensar no clássico de domingo”, declarou Corrêa.

Já para o experiente meio-campista Souza, a empolgação pelos resultados positivos conquistados acabou atrapalhando o time, que errou muito e foi atropelado pelo adversário. “Foi a empolgação. A gente acha que vai ganhar todo dia de 4 a 0 fora de casa. Começamos bem, mas depois ficou tudo bagunçado, com jogadores recebendo passes sem marcação nas costas da gente”, disse Souza.

Edu Dracena elogia vitória do Peixe no clássico

Depois de alguns resultados ruins, que fizeram a torcida reclamar do time, como o empate em casa com o último colocado Náutico, o Santos voltou a desempenhar um bom papel dentro de campo e venceu o clássico contra o São Paulo por 3 a 0, jogando o 2º tempo com um homem a menos (o volante Alison foi expulso aos 42 da primeira etapa). O capitão Edu Dracena valorizou a vitória da equipe contra o rival e disse que o time se comportou muito bem, mesmo com a ausência de um jogador.

Não vínhamos de bons resultados e uma vitória contra o São Paulo dá moral. Além de jogarmos bem, foi uma vitória convincente. Todo mundo está de parabéns, pela dedicação integral. Todos marcaram e procuraram se ajudar em campo. Mesmo com um a menos, nós não demos espaço para o São Paulo”, afirmou o zagueiro.

Para o camisa 2, o jogo não foi só importante para o time ficar mais perto do G4 e sim para dar mais confiança para o treinador Claudinei Oliveira, que vem sendo questionado no cargo de comandante do Peixe.

Algumas vezes, a gente escuta coisas que acabam nos chateando. Mas no futebol, isso é natural. A gente respeita as opiniões e procuramos lutar dentro de campo, fazer o nosso melhor. O importante é que vencemos um jogo importante e ele tem o apoio de todos nós, atletas, e da diretoria também”, concluiu.

Em má fase, Osvaldo é sacado do time

Há um mês no comando do Tricolor, o técnico Muricy Ramalho busca o sistema ideal de jogo para o time. Com três vitórias nos três primeiros jogos comandado pelo treinador, o time voltou a cair de rendimento e agora soma outros três duelos saindo de campo sem vencer. Na derrota para o Santos por 3 a 0, mesmo com um jogador a mais, o time não jogou bem e alguns atletas receberam críticas de torcedores depois do jogo. Um deles é o atacante Osvaldo, que deve ser preservado por Muricy e não será titular neste sábado, dia 5, quando o Tricolor recebe o Vitória no Morumbi.

Às vezes, é um alívio para o jogador não jogar. Já aconteceu, vi várias vezes. Vi jogadores pedirem para não serem escalados. Por isso, é importante o técnico conhecer o elenco. Na montagem (do elenco) não é só conhecer o jogador, tem de escolher a personalidade e várias coisas importantes. Minha dificuldade ainda é essa, não tenho o conhecimento total de cada um”, afirmou.

Importante para o time na temporada passada, em 2013 Osvaldo caiu muito seu rendimento e ainda vive um longo jejum de gols, marcando seu último tento no dia 28 de fevereiro contra o The Strongest pela Libertadores.

Acompanhe o Campeonato Brasileiro

Neste fim de semana acontece a 26ª rodada do Brasileirão, começando no sábado, dia 5, com o Botafogo enfrentando o Grêmio, às 18h30, no Maracanã. Um pouco mais tarde, às 21h, o São Paulo recebe o Vitória no Morumbi.

No domingo, dia 6, a rodada continua às 16h, com cinco confrontos: Flamengo e Vasco fazem o clássico carioca no Mané Garrincha, o Internacional pega o Fluminense no Centenário, o lanterna Náutico joga contra o líder Cruzeiro na Arena Pernambuco, o Atlético Mineiro encara o Corinthians no Independência e o Atlético Paranaense enfrenta o rival Coritiba no Durival de Britto. Já às 18h30, outros três jogos fecham a rodada: o Bahia mede forças com a Ponte Preta na Fonte Nova, o Goiás tem pela frente o Criciúma no Serra Dourada e a Portuguesa busca a reabilitação contra o Santos no Canindé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *