Futebol – Edição 339

Tite tem dúvida de quem escalar no ataque

O clube do Parque São Jorge continua tentando subir na tabela, para que isso aconteça terá que passar pelo Coritiba, que faz um bom campeonato e ocupa a 3ª posição. Para vencer o jogo, o técnico Tite conta com a volta do atacante peruano Paolo Guerrero, porém o treinador ainda não sabe se vai jogar com o camisa 9 ou vai manter Alexandre Pato no time titular. “É um desafio ser justo. Eu busco todos os dias ser justo, mas às vezes não vou conseguir porque sou ser humano. Sempre tenho a ideia da coerência. Tenho que ver ainda a partida e a resposta física dos atletas. E ver os atletas que ficarão à disposição”, explicou o técnico. Pato fez uma boa exibição diante do Vitória, quando o alvinegro venceu por 2 a 0 e o camisa 7 deixou sua marca no segundo gol. Mas no empate contra o Fluminense, o jogador pouco apareceu apesar de ter corrido bastante durante a partida.

Leandro diz não se preocupar com jejum de gols

Após a vitória fora de casa diante do Joinville por 1 a 0 na terça-feira, dia 13, o Verdão segue em boa fase rumo à elite do futebol nacional. Mesmo assim, o atacante Leandro, artilheiro da equipe no ano, com 10 gols, vem sendo questionado pelo jejum das últimas cinco rodadas. Para o jovem jogador de apenas 20 anos, isso não o incomoda, pois o Palmeiras saiu de campo com a vitória em todas as ocasiões. “Não estou preocupado. Eu não jogo sozinho e o importante é o Palmeiras estar sempre vencendo. E eu estou ajudando ali na frente, mesmo sem fazer gols. Estou correndo, estou marcando e o mais importante disso tudo são os três pontos. Não vou mudar nada na minha maneira de jogar, na hora certa a bola vai voltar a entrar”, comentou Leandro. Mesmo com bons resultados aparecendo, o técnico Gilson Kleina garantiu que vai conversar com o jogador para que o atacante volte a ter as boas atuações que garantiram sua titularidade. “Nós sabemos do poderio de definição do Leandro. Vamos passar confiança de novo. É um jogador que deixa o ambiente bem bacana e tenho certeza de que o futebol dele vai voltar, assim como os gols. Se não voltar, que o Palmeiras continue vencendo. Pelo lado individual, vamos conversar e dar confiança”, disse Kleina.

Para Guto, Lusa foi prejudicada contra o Coritiba

No jogo diante do Coritiba, a Lusa somou o sétimo empate no Campeonato Brasileiro e aparece apenas na 18ª colocação, ocupando a zona de rebaixamento. Porém, para o técnico Guto Ferreira a Lusa merecia sair com a vitória da capital paranaense, pois foi prejudicada no confronto. “Pegamos um time muito bom. Fomos prejudicados pela arbitragem. Se não fosse por isso, sairíamos daqui com um resultado muito bom”, disparou o treinador, que ainda reclamou da quantidade excessiva de cartões aplicados pelo árbitro, tirando quatro jogadores do confronto contra o Botafogo neste domingo, dia 18, às 16h, no Canindé. “Os prejuízos não foram só para essa partida. Temos quatro jogadores que tomaram o terceiro amarelo e não pegam o Botafogo. Toda bola em que meus defensores encostavam em um jogador do Coritiba, era falta. Ainda tem essa polêmica do gol duvidoso aos 49. São situações que deixam difícil entender os critérios utilizados”, apontou o comandante rubro-verde.

Edu Dracena cobra o time após empate na Vila

Depois de mais um resultado ruim do Peixe, apenas empatando em 1 a 1 com o Vasco, na Vila Belmiro, o capitão Edu Dracena deu uma bronca na equipe. Segundo o zagueiro, o time perdeu muitos gols e acabou sendo castigado no fim do jogo com o gol de empate. “Não pode perder dois pontos como perdeu hoje. Foi a mesma coisa contra o Coritiba. Tivemos muitas chances. O futebol não permite. Como o Muricy (Ramalho, ex-treinador do Alvinegro) falou, a bola pune”, disse Edu. Para o camisa 2, o alvinegro praiano teve inúmeras chances de matar o jogo, mas não aproveitou. Outro fator decisivo destacado pelo jogador foi a marcação do Peixe, que não foi consistente no fim do duelo. “A gente não marcou. Temos que marcar. Ganhando de 1 a 0 aos 46 minutos, toca a bola”, exclamou o atleta.

Autuori assume a culpa pela fase do Tricolor

Completando recentemente um mês à frente do São Paulo, o técnico Paulo Aututori não tem um retrospecto favorável até o momento. Em entrevista coletiva no Centro de treinamento do clube, o treinador disse que o time está em evolução e assumiu toda a culpa pela má fase do Tricolor. “Fizemos apenas três treinos. Temos de analisar os resultados, eles estão aí. Encaro isso com muita tranquilidade. Não posso ficar divagando sobre coisas que não têm a mínima sustentação. Eu sou o responsável por tudo. Eu assumo”, afirmou. Autuori também falou que o grupo vem reagindo a esse momento difícil, mesmo quando sai derrotado de campo, como foi no caso do jogo diante da Portuguesa, pela 13ª rodada do Brasileirão. “Uma coisa que tenho sentido é a capacidade que o grupo está tendo de reagir a esse momento difícil. O jogo contra a Portuguesa foi claro. Uma vitória representaria várias vitórias. Alguns grupos transformam isso (reação) em realidade e outros não. O desafio é mostrar que tipo de grupo nós somos”, finalizou.

Acompanhe o Campeonato Brasileiro

Neste fim de semana ocorre a 15ª rodada do Brasileirão, começando no sábado, dia 17, com dois jogos às 18h30: o Náutico enfrenta o Fluminense na Arena Pernambuco e o Cruzeiro pega o Vitória no Mineirão. Um pouco mais tarde, às 21h, o Vasco mede forças com o Grêmio em São Januário.

No domingo, dia 18, a rodada continua às 16h com mais quatro confrontos: o Flamengo encara o São Paulo no Mané Garrincha, o Corinthians recebe o Coritiba no Pacaembu, a Ponte Preta busca a vitória diante do Goiás no Moisés Lucarelli e a Portuguesa tem pela frente o Botafogo no Canindé. Já às 18h30, três duelos encerram os jogos: o Bahia joga contra o Santos na Fonte Nova, o Internacional enfrenta o Atlético Mineiro no Estádio do Vale e o Atlético Paranaense joga com o Criciúma no Durival de Britto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *