Felipe Giaffone ganha em Goiânia

Pela primeira vez desde que o novo regulamento foi implantado, no início desta temporada, um piloto terminou na frente na fase inicial e outro na segunda parte da quinta etapa da 20ª temporada da Fórmula Truck. Na tarde do dia 12 de julho, no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia, Leandro Totti saiu na pole, não deu chance aos adversários, e ficou em primeiro. No entanto, logo na relargada da segunda fase, ele teve problemas no câmbio do seu Volkswagen Constellation e a vitória ficou com Felipe Giaffone, seu companheiro de equipe e ainda líder do Campeonato Brasileiro. Giaffone chegou a 22 vitórias e, nas estatísticas, está atrás de Renato Martins (27) e Wellington Cirino (24).

A primeira fase da quinta etapa apresentou Totti, que corria sem o restritor de potência – algo reservado aos três primeiros do campeonato – abrindo boa vantagem para o segundo colocado Felipe Giaffone e para o terceiro, Paulo Salustiano. Como os adversários não tinham condições de acompanhar o forte ritmo, Totti terminou na frente. No entanto, um pouco antes do final, seus problemas tinham começado, pois quebrou a sexta marcha e vazou praticamente todo o óleo do câmbio.

Logo na largada da segunda fase ele foi ultrapassado por Giaffone e por Salustiano e numa demonstração de superação, ainda conseguiu terminar em terceiro lugar, atrás de Giaffone, que comemorou muito sua 22ª vitória, e de Salustiano. Com o resultado, Totti assumiu a terceira colocação no campeonato. A liderança continua com Giaffone, agora com 197 pontos, contra 187 do segundo colocado Paulo Salustiano e 172 de Totti. Na próxima corrida, a sexta etapa da temporada, que acontecerá no dia 9 de agosto em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, os três usarão o restritor de potência. Felipe e Salustiano manterão, respectivamente, o aparato de 74 mm e 76 mm enquanto que Totti usará o de 78 mm, teoricamente o que menos tira potência.

Equipe Lucar Motorsport
Para o piloto paulista Luiz Lopes, patrocinado pela revista Em Dia, jornal O Retrato e L&L Veículos, a etapa foi positiva. “Nos treinos classificatórios fui penalizado e acabei largando em último lugar, por excesso de fumaça, assim como o piloto Roberval Andrade. Mas o resultado foi bem positivo, pois na primeira bateria cheguei em nono. Na relargada, para a segunda fase, infelizmente a caixa de direção acabou quebrando, precisei cortar caminho, fui ao boxe, mas acabei desclassificado. Mas o caminhão estava bem rápido”, contou Luiz. Além disso, o piloto também revelou que em breve ele e seu companheiro de equipe, Beto Monteiro, farão treinos livres em preparação para a próxima etapa, que acontece em agosto.

Dez primeiros no Campeonato Brasileiro:
1 – Felipe Giaffone, 197 pontos
2 – Paulo Salustiano, 187
3 – Leandro Totti, 172
4 – Djalma Fogaça, 161
5 – Diogo Pachenki, 127
6 – André Marques, 119
7 – Wellington Cirino, 116
8 – Jaidson Zini, 113
9 – Pedro Muffato, 111
10 – Gustavo Magnabosco, 96

SERVIÇO:
Fórmula Truck
www.formulatruck.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face