Ex-diretor da Petrobras afirma que Dilma não é responsável pela compra de Pasadena

No dia 22 de maio, o ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, declarou, em CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado, que não considera a presidente Dilma Rousseff responsável pela compra da refinaria de Pasadena. Segundo informações publicadas no site da Folha de São Paulo, Cerveró afirma: “Não considero Dilma responsável porque as decisões são colegiadas e que geralmente são aprovadas por unanimidade. A compra de Pasadena […] é responsabilidade de todos nós. Foi um acerto coletivo”, releva.

O ex-diretor diz que também não a enganou: “Não enganei. Se não teria enganado todo o conselho. O conselho aprovou a compra sem restrição e foi até elogiado”. E ainda declarou que não quer se isentar da culpa. “Pelo contrário, quero assumir: sou coparticipante dessa decisão”, conclui Ceveró em reportagem publicada pela Folha.

Entenda o caso
Recentemente várias denúncias surgiram envolvendo a compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, realizada em 2006. A presidente Dilma Rousseff, que presidia o Conselho Administrativo da Petrobras na época, justificou ter dado o seu aval para a compra da refinaria com base em um parecer “falho”.

O negócio é investigado pelo TCU (Tribunal de Contas da União), pela CGU (Controladoria Geral da União), pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal, por auditoria interna, pela comissão externa na Câmara dos Deputados e pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado.

Fontes:
Uol e Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face