Dirigente evita falar sobre futuro de Mano, mas elogia treinador

 

Por Martín Fernandez
Fonte: Folhapress

O presidente da CBF, José Maria Marin, evitou comentar hoje sobre o futuro do técnico Mano Menezes em um eventual fracasso da seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres.

“Não posso falar sobre hipóteses. É a mesma coisa que você perguntar para mim que tem 80 anos se vou ficar aqui até a Copa do Mundo”, disse o dirigente.

Marin, que criticou o trabalho de Mano Menezes no início de sua gestão, elogiou o treinador. De acordo com o presidente da CBF, a seleção agora tem uma base.

“Agora não existe assunto a ser cogitado. O principal é que temos uma base. O torcedor já repete a escalação da seleção de cabeça. Antes os torcedores não sabiam a escalação”.

No início de sua gestão na CBF, Marin afirmou com frequência que a continuidade do técnico dependia dos resultados da equipe.

Em abril, o cartola pediu para ver a lista dos jogadores convocados para a partida 48 horas antes de ela ser anunciada. Tal exigência contrariou Mano e o diretor de seleções da CBF, Andres Sanchez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *