Consumo de peixe cresce significativamente no País porém ainda é baixo

MARIA CAROLINA CIPRIANO*

Os cuidados com a alimentação são o principal requisito para ser saudável. Muitas vezes com a correria da vida moderna optamos por pratos rápidos, que nem sempre possuem os nutrientes que precisamos. O consumo de peixe cresceu significativamente nos últimos anos, porém ainda está aquém daquilo que necessitamos ingerir. Pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indica que cada brasileiro consome 7kg de peixe por ano e o recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde ) é de 12 kg. Também foi observado que a ausência de consumo não é pelo preço, já que existem diversos preços desde os mais acessíveis até os mais nobres. A questão é cultural, que deve ser modificada incentivando o consumo no País. Em geral devemos consumir peixes em torno de 2 a 3 vezes na semana, sendo que pelo menos 1 vez devem ser os peixes gordurosos, como salmão, atum ou sardinha, pois contêm gordura poli-insaturada (ômega 3), ou seja, a gordura que auxilia a reduzir o colesterol ruim, redução da hipertensão arterial e prevenção de doenças cardiovasculares.

Qual a importância de consumi-los?
O peixe possui diversos tipos de vitaminas, minerais e gordura poli-insaturada (ômega 3), que favorece a redução do colesterol ruim das artérias e promove o aumento do colesterol bom, auxiliando na prevenção de doenças cardiovasculares. No cérebro atua também aumentando os sinais nervosos, que auxiliam na memória, concentração e habilidade motora.

A carne de todos os tipos de peixe é magra, com baixa porcentagem de gorduras, sendo que a maioria tem entre 0,2% e 7% . Eles são bem versáteis na hora da cocção, podendo ser preparados assados no forno, cozidos no fogo, grelhados, no vapor e até na panela de pressão, porém sempre em fogo ou forno baixo para que não se perca muito de suas propriedades. Não é recomendado o preparo frito, pois perdem a maioria das propriedades e o óleo acrescenta muita gordura ao produto. Já os consumidos crus precisam ser preparados corretamente e conservados na temperatura adequada para evitar contaminação.

Quais proteínas e nutrientes encontramos nos peixes?
Tanto de água doce quanto de água salgada os peixes também são uma excelente fonte de proteína, e com baixas calorias, ideais principalmente para quem está fazendo dieta de redução e manutenção de peso. A proteína é importante para manter todo o funcionamento adequado do organismo, como coagulação correta do sangue, produção de anticorpos para manter a boa imunidade do nosso organismo, bem como crescimento e desenvolvimento do corpo, por isso é tão importante que crianças, adolescentes e gestantes consumam bastante peixe.

Eles ainda são ricos em minerais e vitaminas, como ferro, acido fólico e vitaminas B2, B3, B12, que ajudam a evitar alguns tipos de doenças, como anemia, e auxiliam na manutenção da pele, cabelo e unhas saudáveis. O iodo auxilia no bom funcionamento da tireoide, glândula que regula muitas funções do nosso corpo, inclusive a manutenção do peso. Cálcio e vitamina D também são encontrados nos peixes, essenciais para prevenir osteoporose.

*Dra. Maria Carolina Pineda Cipriano é graduada em Nutrição pela Universidade São Camilo e Pós-Graduada em Nutrição Clínica pela Universidade Blanquerna em Barcelona, especialista em Suplementação e Fitoterapia. Tem experiência de 8 anos na área de atendimento nutricional em consultório e home care. R. Tijuco Preto 688 – Tatuapé – Tel.: 2098-3838

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face