Condomínios aderem a mutirão de economia de água

Há alguns anos, a falta de água parecia ser uma ameaça distante para uma metrópole como São Paulo, mas o que se vê nos dias atuais é que as previsões de estudiosos estavam certas. Todos os dias as manchetes em jornais e TVs estampam a falta de água como assunto principal, as represas que abastecem o Estado estão secando e, como resultado disso, bairros e municípios têm sentido na pele esta escassez. Por isso, alguns condomínios têm tomado providências e a palavra de ordem, mesmo com as chuvas que começam a cair, agora é: economizar. A ideia é pensar não somente no presente, mas também no futuro do abastecimento de água.

Desta forma, é necessária a conscientização de moradores e prestadores de serviços, pois é um problema que atinge a todos. Em um condomínio na zona Oeste da capital paulista, medidas drásticas foram tomadas para economizar a água. “Orientei todos os funcionários da limpeza a usarem o mínimo possível de água. A garagem não está mais sendo lavada, nem a área social. Estão apenas varrendo para tirar a maior parte da sujeira. Nosso jardim não está mais sendo regado, ele é muito grande, não tem como, com isso algumas plantas estão morrendo, mas fazer o que? Temos que economizar”, conta a síndica do condomínio, Elaine Fátima Zanquetta.

SERVIÇO:
www.gsterceirizacao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *