Com quase tudo perdido dentro de campo, japoneses dão exemplo nas arquibancadas

BRUNO LEITÃO

No Grupo C, a seleção do Japão está em situação bastante delicada, com uma derrota na primeira fase diante da Colômbia e um empate sem gols contra a Grécia. Na última partida, contra a Colômbia, os orientais vão com tudo para cima por uma vitória e ainda precisam torcer para os gregos vencerem os africanos da Costa do Marfim.

Porém, mesmo com o fraco desempenho, os japoneses são destaque. Se dentro de campo a coisa não saiu da melhor maneira, nas arquibancadas eles estão dando show. Nas duas partidas disputadas até aqui, os brasileiros puderam assistir a um grande exemplo de civilidade e educação. Munidos de sacos de lixo, curiosamente os mesmos instrumentos utilizados para ajudar na grande festa realizada nas arquibancadas, os japoneses, logo após o apito final das partidas, começaram de forma generalizada o recolhimento do lixo em meio aos assentos do estádio. O que é uma surpresa para o povo brasileiro, para os japoneses não passa de rotina. O ato de recolher o lixo chamou tanto a atenção que alguns torcedores brasileiros passaram a ajudar na limpeza.

Contrastando com a situação, na Vila Madalena, bairro da zona Oeste de São Paulo, conhecido pela grande concentração de bares na região, em jogos do Brasil, por exemplo, foram registradas mais de 40 toneladas de lixo ao final do dia, problema inclusive para moradores do local que já formalizaram reclamações aos órgãos responsáveis pela organização e limpeza do bairro. Em meio a tantos problemas que cercam o Mundial, privilegiados os brasileiros que puderam acompanhar de perto gestos como estes. Que sirvam, ao menos, para reflexão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *