Com prejuízo ao varejo, 17% dos brasileiros já receberam e utilizaram normalmente cédulas falsas

Cerca de 55% da população economicamente ativa no Brasil recebe o salário em dinheiro. Entre os trabalhadores cuja remuneração é creditada em conta bancária, 29% deles fazem a retirada no caixa eletrônico. Essas informações foram extraídas de pesquisas realizadas pelo Banco Central, que revelam ainda que, em 2010, a maioria dos brasileiros (72%) preferiam pagar suas compras em espécie.

Com tanto dinheiro vivo em circulação, o preocupante são as falsificações. De fato, pois de acordo com o BC, em 2012, foram recolhidas 498 mil cédulas falsas, cerca de 150 mil delas no Estado de São Paulo; 60 mil no Rio de Janeiro; 48 mil em Minas Gerais e 42 mil no Paraná. Um terço dos brasileiros disse ter recebido notas falsas e, o mais revelador, é que 17% deles as passaram para frente normalmente, transferindo o prejuízo para os donos dos estabelecimentos em que eles fizeram suas compras. “Com essa quantidade de cédulas falsas circulando, os varejistas correm riscos de altos prejuízos. Além disso, exigir que o funcionário do caixa seja responsável por identificar manualmente as notas falsificadas é um risco ainda maior”, afirma Adriano Sambugaro, diretor de Marketing da Gunnebo Gateway Brasil.

SERVIÇO:
Gunnebo Gateway Brasil
www.gateway-security.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *