CBF confirma abertura da Copa na Arena Corinthians

Após fatalidade que resultou na morte de dois operários na Arena Corinthians, estádio de abertura da Copa do Mundo de 2014, a Defesa Civil realizou na quinta-feira, dia 28, uma vistoria.

Inicialmente foi divulgado que 30% da obra no prédio leste foram danificados, o que equivale a 5% do total do estádio. Desta forma somente o local onde ocorreu o acidente seguirá interditado. “Foi assinado o auto de interdição e, a partir de segunda-feira, Corinthians e Odebrecht, se assim quiserem, podem trabalhar nos outros 95% do estádio. Sobre a área afetada, eles podem pedir à Prefeitura uma liberação para obra emergencial”, disse o coordenador da Defesa Civil, Jair Paca de Lima. Em respeito aos familiares das vítimas, Odebrecht e Corinthians declararam luto.

A construtora e o clube afirmaram, em conjunto, que apenas a perícia vai definir a causa do acidente. Frederico Barbosa, gerente operacional da construção, afirmou que todo o procedimento para a colocação da estrutura envolvida na fatalidade foi feito de acordo com o indicado.

Antes do acidente, a Arena estava com o cronograma adiantado, 97% concluído e previsão de entrega para dezembro. Agora, a obra deve se estender entre 45 a 60 dias além do prazo anterior. O que não preocupa os membros da Fifa, que declararam ter consciência de que ocorrerá um atraso na conclusão da obra. Além disso, já estava prevista para 2014 a colocação das arquibancadas, móveis atrás dos gols e a construção da área de hospitalidade no entorno do estádio. O presidente do Comitê Organizador Local da Copa (COL) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, também se manisfestou e confirmou que a abertura da Copa do Mundo será no estádio corintiano.

Entenda o caso
Na quarta-feira, dia 27, o tombamento de um guindaste que içava uma peça de 420 toneladas provocou a morte de dois operários da Arena Corinthians. A Odebrecht, construtora do estádio, juntamente com o Corinthians emitiram uma nota logo após o acidente. “A Odebrecht Infraestrutura e o Sport Club Corinthians Paulista lamentam informar que no início da tarde de hoje um acidente na obra da Arena Corinthians provocou o falecimento de dois trabalhadores – Fábio Luiz Pereira, 42, motorista/operador de Munck da empresa BHM, e Ronaldo Oliveira dos Santos, 44 anos, montador da empresa Conecta. Pouco antes das 13 horas, o guindaste, que içava o último módulo da estrutura da cobertura metálica do estádio, tombou provocando a queda da peça sobre parte da área de circulação do prédio leste – atingindo parcialmente a fachada em LED. A estrutura da arquibancada não foi comprometida. Era a 38ª vez que esse tipo de procedimento realizava-se na obra e uma peça de igual proporção foi instalada há pouco mais de uma semana no setor sul do estádio. Equipes do corpo de bombeiros estão no local. No momento, todos os esforços estão concentrados para oferecer assistência total às famílias das vítimas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *