Campinas mantém o mercado imobiliário aquecido

GERMANO LEARDI NETO*

Já ouviu falar da “capital do interior” de São Paulo? Esse é o apelido de Campinas, a terceira maior cidade paulista. Contando com grande presença de indústrias e empresas de serviço, o município costuma ser o terceiro que mais gera empregos formais no Estado de São Paulo.

Ao contrário do mercado imobiliário do país inteiro, Campinas está em pleno boom. O levantamento do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi) mostra que, entre julho de 2013 e julho de 2014, foram lançadas 4.134 unidades na cidade, um avanço de 195% em relação ao mesmo período do ano anterior. Fazendo a mesma comparação com a cidade de São Paulo, observamos que o número de lançamentos na capital paulista sofreu queda de 7%.

Boa parte desse crescimento pode ser explicado pela presença de 10 mil empresas de médio e grande porte, como a 3M do Brasil, Bosch, IBM, Samsung, entre outras. A cidade ainda abriga a UNICAMP, que é responsável por 15% da produção científica nacional.

Sabendo que a evolução econômica e o crescimento habitacional movem o mercado imobiliário, não fica difícil entender os motivos que fizeram o setor avançar tanto em Campinas nos últimos anos. De acordo com dados do IBGE, a população campineira saltou de 970 mil habitantes, em 2000, para 1,08 milhão em 2014 (avanço de 11%), ao passo que o PIB pulou de 12,5 bilhões de reais para 42,7 bilhões de reais (crescimento de 242%).

*Germano Leardi Neto é diretor de relações institucionais da franqueadora imobiliária Paulo Roberto Leardi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face