Beto Monteiro é o rei do Velopark

Beto Monteiro tem duas recordações do Autódromo Velopark, localizado em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, onde no dia 14 de junho, às 13h, será disputada a quarta etapa da temporada da Fórmula Truck. A primeira é duplamente boa, pois até agora, em duas corridas da categoria no circuito gaúcho, foram duas vitórias: em 2010, ano da inauguração da pista, e em 2012. A lembrança desagradável é que, paradoxalmente, a segunda vez que terminou no lugar mais alto do pódio, ele passou mal. Muito mal. Ele e vários outros pilotos sentiram demais o forte calor daquele domingo, dia 4 de março, quando a temperatura externa chegou próxima dos 40 graus e dentro dos cockpits a cerca de 70 graus. Mesmo bem condicionados fisicamente, muitos sofreram com a desidratação e tiveram de ser auxiliados para sair dos caminhões.

“Sem dúvida esse foi um dos piores momentos da minha vida numa corrida. Mas depois tudo foi compensado quando subi no pódio, mesmo desgastado demais pelo calor. Agora não acredito que estará calor, pois estaremos às vésperas de começar o Inverno. Apesar das duas vitórias anteriores, neste ano não vejo ninguém com poder de fogo para brigar diretamente e nas mesmas condições com os Volkswagen. Se com o restritor já está difícil, imagine sem?”, disse Beto Monteiro.

Além de ser, até agora, o único vitorioso no Velopark, esse pernambucano tem outras boas lembranças da pista que agora tem 2.278 metros, pois foi ali, em 2010, que a Iveco conquistou sua primeira vitória, e com direito à pole. Dois anos mais tarde ele repetiu a dose e também fez barba e cabelo.

“Para conseguir isso foi preciso uma mistura de um bom acerto com um pouco de sorte, pois na segunda corrida briguei muito com o Totti. Agora, apesar da vantagem dos Volkswagen, estou otimista em conquistar outro bom resultado, pois estou acertando meu caminhão do jeito que gosto, pois tinha sido construído para outra equipe, e agora espero que esteja mais competitivo”. O segredo para se vencer no traçado do Velopark, o mais curto de toda a temporada, é largar o mais na frente que puder, pois a pista dificulta muito as ultrapassagens, principalmente para caminhões, já que é um pouco estreita.

A liderança do Campeonato Brasileiro está nas mãos de Leandro Totti (Volkswagen Constellation). Ele tem 123 pontos contra 106 de Felipe Giaffone, seu companheiro de equipe, e 101 de Djalma Fogaça, que corre com um Ford, que no Velopark deve ter um novo e mais potente motor. O quarto lugar é de Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), com 93 pontos, seguido pelo quinto colocado Jaidson Zini (Iveco), com 85 pontos, e por Wellington Cirino (Mercedes-Benz), que tem 75 pontos.

SERVIÇO:
Fórmula Truck
www.formulatruck.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  face