150 carros encontram-se parados no pátio da Subprefeitura Mooca

Foto: Wanderley de Oliveira/Agência PHOTOAÇÃO

Mensalmente a Subprefeitura Mooca recebe cerca de 50 solicitações para retirada de carros abandonados em vias públicas nas regiões da Água Rasa, Belém, Brás, Mooca, Pari e Tatuapé. Os automóveis recolhidos ficam estacionados no depósito até que os proprietários os retirem, ou até que a subprefeitura faça um leilão dos veículos, que acontece nos meses seguintes. “A Subprefeitura Mooca informa que abandonar veículos em via pública é infração passível de penalidades como multas e recolhimento do automóvel. Tal atitude provoca transtornos aos moradores, transeuntes e meio ambiente, além de onerar o serviço público, que desloca recursos humanos e materiais para realizar os trabalhos de identificação, autuação, recolhimento e descarte de sucata. No pátio temos, atualmente, cerca de 150 veículos que já foram retirados das ruas e devem seguir em breve para leilão, cujos trâmites burocráticos para sua realização já estão em andamento”, conta Deborah Lemos Amoroso Gonçalves, da assessoria de comunicação da Subprefeitura Mooca.

Antes de o veículo ser considerado abandonado, a Subprefeitura Mooca precisa aguardar o prazo de cinco dias consecutivos, independente de sábados, domingos e feriados, com exceção de veículos roubados.

Antes do recolhimento dos veículos, o órgão tenta localizar os proprietários por meio de telegrama ou publicação no Diário Oficial da Cidade. Já a multa é encaminhada para a CET, que se encarrega de enviá-la. “Antes de retirarmos o carro das vias afixamos, nos abandonados, um adesivo informando ao proprietário que ele deve removê-lo sob pena de, se não o fizer, receber multa de 15 mil reais e ter o carro recolhido ao pátio da Subprefeitura”, revela a assessoria da Subprefeitura.

É importante lembrar que os moradores podem fazer denúncias de carros abandonados através do 156.

Pensando em sanar outras dúvidas, o jornal O Retrato realizou uma entrevista com a assessoria de comunicação da Subprefeitura Mooca. Confira o bate-papo!

O RETRATO – Quais os gastos que cada um destes veículos gera ao município?
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO – Não se pode dizer, ao certo, a quantia despendida para cada veículo, pois cada caso é um caso. Por exemplo, gastamos com adesivo e combustível para fazer a vistoria e avisar os proprietários. Solicitamos guincho para a CET, que por sua vez também gasta combustível. Além disso, há gastos com recursos humanos, pois é preciso fazer a seguinte pesquisa: se o carro é roubado ou não, se tem placa ou não e se a mesma é procedente. Enfim, gastamos tempo que poderia ser voltado para outras áreas.

OR – Caso o proprietário do veículo não seja localizado, como a Subprefeitura atua nestes casos? Como é o procedimento para veículos roubados e acidentados?
ASSESSORIA – Se o proprietário não for localizado, a Subprefeitura recolhe o veículo para o seu pátio. Já no caso de carros roubados, estes seguem para os pátios da Polícia que, nesses casos, também é responsável pela retirada. Nos casos de acidentes é necessária a presença da CET e polícia para a perícia, que tomam as providências necessárias.

OR – Em média, quanto tempo um carro fica no pátio? Após um determinado tempo, qual o destino dele?
ASSESSORIA – Solicitamos ao DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) a vistoria, que já foi feita, para laudo de baixa dos veículos. Quando recebermos o laudo, procederemos à pesquisa de mercado, depois é necessário publicar um Edital de Leilão para a venda dos carros como sucata. Os trâmites são demorados porque a lei determina que várias etapas sejam cumpridas antes de colocarmos os veículos à venda.

OR – Quais os tipos de problemas que os carros abandonados trazem para os moradores do distrito?
ASSESSORIA – Além de atrapalharem os outros moradores, eles podem servir de guarita para bandidos, ser alvo de lixo, roubar espaço de estacionamento para automóveis que estão servindo os cidadãos. Outra questão é o problema estético, que deixa a Cidade mais suja e feia.

Importante salientar que os munícipes possuem direitos, mas também deveres. A Cidade é regida por normas e posturas municipais que, se observadas, geram um ambiente harmonioso. Assim como não devemos jogar lixo nas vias públicas e córregos, também não podemos abandonar bens particulares nas ruas, principalmente, se tal atitude causa danos, problemas ou transtornos a outros cidadãos.

SERVIÇO:
Subprefeitura Mooca
R. Taquari, 549 – Tel.: 2292-2122

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *